A revolta do Sr. Pinto

Fun

Eu, Sr. Pinto, ciente de meus direitos e das prerrogativas outorgadas solicito aumento de salário pelas seguintes razões:

– Faço esforço físico no cumprimento de minhas funções;
– Trabalho em grandes profundidades;
– Mergulho de cabeça em tudo que faço;
– Não descanso nos fins de semana ou em feriados;
– Trabalho em ambiente extremamente úmido;
– Não recebo hora extra;
– Trabalho em ambiente sem iluminação e sem ventilação adequada;
– Trabalho sob altas temperaturas sem climatização;
– Meu trabalho me expõe há doenças contagiosas que podem levar a morte.

Resposta da patroa

Sr. Pinto, após a revisão dos seus pedidos e considerando seus argumentos, a administração rejeitou seu pedido baseando-se nos seguintes fatos:

– O Sr. não trabalha 8 horas ininterruptas;
– O Sr. dorme durante o expediente após curtos períodos de trabalho em visível demonstração de “corpo mole”;
– O Sr. não segue sempre as ordens da gerência e costuma visitar outras repartições;
– Não tem iniciativa. Precisa ser estimulado, pressionado para começar a trabalhar;
– O Sr. deixa seu ambiente de trabalho bagunçado ao final do turno;
– Nem sempre o Sr. observa as normas de segurança de trabalho e abre mão de seu EPI (Equipamento de Proteção Individual), ou seja, não veste a correta roupa protetora;
– O Sr. se aposentará muito antes dos 65 anos;
– O Sr. é incapaz de trabalhar dois turnos dobrados;
– As vezes o Sr. abandona sua posição de trabalho antes de completar a tarefa, passa mal e vomita, ou simplesmente desmaia;
– E se tudo isso não bastasse, temos observado que você entra e sai do seu local de trabalho carregando um saco de aparência suspeita.

Pedido indeferido.

Deixe uma resposta