10 dicas para melhorar suas fotos na próxima viagem

Dicas

São 10 dicas simples que podem melhorar suas imagens e te ajudar a receber mais elogios.

1º – Antes de ir, verifique nos sites de turismo de cada cidade o famoso “What’s on” – lá você descobre se você vai estar na cidade/destino na data certa para fotografar aquela festa popular, alguma comemoração, um festival, etc…. Essas ocasiões são muito fotogênicas. Vale a pena alterar a programação da viagem para estar presente nesses eventos.

2º – Consultar a previsão do tempo – aqui você pode me dizer que não há o que fazer porque geralmente não há como alterar o roteiro que já está determinado. Mas muitas vezes é possível trocar a visita de certas atrações entre os dias na mesma cidade. Troque o dia que você iria visitar jardins, parques, torres e pontes pela visita em museus e igrejas. Desse modo no dia que o tempo for melhor você fará as imagens “outdoor”.

3º – Se gostar de fotografia preto e branco e ainda tem uma das câmeras “de filme”, também chamadas de analógicas, considere levar alguns filmes PB. Eles são ótimos para dar ênfase a sentimentos e deixar a imagem mais dramática. Uma dica nesse caso é usar filmes PBs que são revelados no processo C41 que é o mesmo do filme colorido. Isso além de baratear a brincadeira ainda faz com que você receba o filme revelado e as fotos impressas mais rápido. Também existe a opção de converter algumas imagens para preto e branco no photoshop depois da viagem.

4º – Esse ponto aqui vale para você que vai viajar em grupo ou de excursão. Nesse caso procure conhecer passo a passo do roteiro para saber exatamente as horas que vai ter mais liberdade e em que lugar vai estar nesse momento. Assim fica possível fugir daquele amontoado de gente querendo ser fotografado com a estátua ou fonte ao fundo.

5º – Outra dica para quem está em grupo, mas que também se aplica a quem realmente quer uma luz muito boa. Essa pode parecer que eu estou tentando acabar com suas férias, mas não é essa minha intenção.
Fotografe antes do café da manhã. Parece loucura, né? Mas há vantagens em fazer isso. A mais importante delas é que a luz é ótima bem no começo da manhã. A segunda é que o número de pessoas é muito menor do que nos horários “normais”.

6º – Freqüentemente, apenas um dia é suficiente para conhecer rapidamente uma cidade, uma feira ou participar de parte de um evento, mas para que as imagens fiquem do jeito que você quer com a luz do jeito que planejou é melhor “sacrificar” um dia em outro destino menos fotogênico. Assim dá tempo de esperar a melhor hora do dia para clicar sem ter que ir embora antes da hora.

7º – Muitas cidades tem torres, pontes ou montanhas que possibilitam fotografar do alto e de forma panorâmica. Para aproveitar ao máximo a vista e acertar a foto descobra a direção da luz/sol para depois decidir a hora da visita a esse ponto. Acompanhe no dia anterior onde o sol está batendo nas diferentes horas do dia, assim saberá exatamente a melhor hora de subir para fazer aquela foto.

8º – Mercado de rua, mercado das flores, mercado flutuante, etc… Mercados em geral são ótimos para fotografar. Tudo o que envolve é interessante, as pessoas que vão às compras, os vendedores e as mercadorias. Aproveite as cores das coberturas das barracas, das frutas, dos uniformes e clic neles.

9º – Comida é outro assunto interessante, preste atenção nos pratos típicos/diferentes e no ambiente dos restaurantes que você visita e mande bala.

10º – Essa última dica é um apanhado de avisos. Vamos lá!
Não deixe uma bateria ou cartão de memória acabar com seu dia de viagem – leve mais de uma bateria e mais cartões de memória. Os cartões estão cada vez mais baratos, vale a pena ter um sobrando.

Teste a câmera antes de viajar é sempre bom. Não é uma boa comprar uma câmera antes de viajar, o melhor é conhecer as funções e as limitações dela. Não venha com o discurso que vai aproveitar para ler o manual no avião que não cola! Tá bom vai! Esperou a viagem para comprar uma câmera nova por um preço melhor, então leve a câmera atual só por garantia.

Proteja sua câmera!!!

Em lugares com a temperatura muito baixa (abaixo de 0º), as baterias descarregam muito rápido. Nesse caso, sempre que der deixe a câmera dentro do agasalho protegida do frio, só tire na hora do clic.

A proteção deve ser feita também se for para praia ou para lugares com muita poeira. Nesse caso, use aquele filme plástico transparente que normalmente cobrem os pratos que vão à geladeira. Ah, deixe a lente fora do “embrulho”. Se usar câmeras que trocam de lente, escolha uma antes de ir e evite ao máximo trocá-las nesses lugares.

Para encerrar as dicas. Não é só no Brasil que tem malandro de olho na sua câmera, então não dê bobeira:

– Sempre use a alça cruzando o pescoço e não só no ombro,
– Prefira bolsas ou mochilas sem um enorme símbolo da Canon, Nikon….
– Na hora de comer não deixe a mochila pendurada na cadeira nas suas costas,
– Os cartões de memória ou filmes devem estar sempre com você, nada de colocar na mala que vai ser despachada.

Ah! Já ia me esquecendo, você pode e deve ter o “dedo pesado” e tirar milhares de fotos na viagem, mas na hora de mostrar selecione as melhores. Senão quando voltar da próxima viagem, vai ver amigo e parente fugindo quando chegar com o álbum ou o notebook na mão querendo mostrar as fotos.

Deixe uma resposta