Como salvar um cão atrolepado

Curiosidades,Dicas

Morder é a maneira natural de cães se defenderem quando sofrem um acidente e estão sentindo dor. Quem tenta ajudar, mesmo que seja o dono, pode ser mordido.

O cachorro morde quando é tocado porque sente dor e os dentes são a arma que ele tem para se defender.

O ideal é não tocar no animal e chamar um profissional para socorrê-lo.
Para não piorar a lesão, é indicado movimentá-lo o mínimo possível até chegar ao veterinário mais próximo.
Em primeiro lugar, o dono precisa ter cuidado consigo mesmo. Muitos, para tentar ajudar o cachorro, se esquecem da própria segurança e acabam atropelados também.

Quando não há alternativa e o próprio dono tem de levar o cão para receber atendimento a primeira providência é tirar o cachorro atropelado do meio da rua.

Para movimentar o cão, o animal deve ser laçado com uma corda e arrastado até um lugar mais seguro.

Depois de tirá-lo da rua, é necessário isolar a boca do cão. O mais recomendado é colocar uma contenção adequada, como uma focinheira, ou mesmo amordaçar o cachorro, para que ele possa ser encaminhado para um veterinário.
Se o cão acidentado for um animal desconhecido, o cuidado deve ser redobrado, pois ele pode não estar vacinado e transmitir doenças à pessoa.
Em caso de atropelamento, o serviço de limpeza pública da maioria das cidades do país recolhe o animal para ser feita eutanásia. Em caso de morte, o serviço transporta o corpo até o aterro sanitário.
Cães estão sempre sujeitos a sofrer acidentes desse tipo e mordem mesmo.

O uso de coleiras, mesmo nos cães mais sossegados, é essencial.

———-

Fonte: G1.
Por: Hate by Hate

Deixe uma resposta