Por que o biscoito amolece e o pão francês endurece se mal armazenado?

Curiosidades

A infinidade de tipos diferentes de biscoitos dão uma idéia de como a guloseima é apreciada por todo o mundo. É comum ver crianças brigando com seus pais nas proximidades das prateleiras dos biscoitos, crianças são naturalmente capitalistas e querem todos os tipos de biscoitos possíveis e em grande quantidade.

Uma curiosidade é que a palavra biscoito é proveniente do latim (bis – coctus) e quer dizer duplamente cozido, ao que tudo indica nos primórdios eram necessários dois cozimentos para obter o ponto ideal de crocância.

O que poucos sabem é que a crocância do biscoito está relacionada com a ausência de umidade e este é o motivo principal que, se mal armazenado, faz com que ele fique molengo. O biscoito tem uma capacidade muito grande de absorver as gotículas de água (umidade) presentes na atmosfera.

Isso ocorre devido ao transporte passivo, que tende a igualar as concentrações hipertônicas(excesso) e hipotônicas(escassez) que estejam em contato, ou seja, o biscoito absorve água para ter sua umidade igualada com a do meio.

Curiosamente com o pão francês ocorre exatamente o contrário, o pão francês possui alta concentração de umidade (1/3 aproximadamente) e isso faz com que em contato com a atmosfera haja a liberação de água para o meio, além da liberação de água do miolo para a casca. O pãozinho fica duro.

A melhor maneira de armazenar o biscoito é em sacolas e potes de vidro, desde que estejam bem vedados, já o pão é melhor que seja apreciado fresquinho.

———-

Fonte: FisicoMaluco

Deixe uma resposta