Conteúdo impróprio para menores…


1- TODAS AS MENINAS SENTEM DOR E SANGRAM NA PRIMEIRA VEZ
Quanto mais relaxada e lubrificada a garota estiver, menor a chance de sentir dor. Portanto, Dom Juan, se você conseguir deixá-la hipertranqüila, ela pode gemer por outros motivos, não por dor…
Já o sangramento depende do tipo de hímen que a menina tiver. Por causa da disposição dos vasos sanguíneos, alguns hímens não sangram ao serem rompidos. Outros, mais elásticos (chamados complacentes), não se rompem na primeira relação – não havendo sangramento.

2- A MULHER TEM MAIS VONTADE DE TRANSAR QUANDO ESTÁ MENSTRUADA
Não existe uma regra dizendo quando a mulher tem mais vontade de transar. Algumas sentem mais desejo antes, outras depois e outras durante a menstruação. Algumas mulheres podem sentir-se mais seguras menstruadas, já que as chances de engravidar são menores. Por outro lado, há mulheres que se sentem constrangidas nesse período e evitam qualquer tipo de relação sexual.

3- EJACULAR E CHEGAR AO ORGASMO SÃO A MESMA COISA
Não chame Jesus de Genésio! Ejacular é expelir esperma do corpo. Já o orgasmo é o auge da excitação, a sensação máxima de prazer a que se chega numa relação sexual. Acontece que, no corpo masculino, geralmente a ejaculação e o orgasmo ocorrem simultaneamente. As contrações geradas pelo orgasmo ajudam a desencadear a ejaculação. Apesar de ser mais raro, pode ocorrer ejaculação sem orgasmo e vice-versa.

4- A GAROTA PODE ENGRAVIDAR SE FIZER SEXO ANAL
Só quem faltou nas aulas de anatomia ainda cai nessa. Ao ejacular durante o sexo anal, você deposita esperma no reto da parceira. O reto (e o resto do intestino) não tem nenhuma ligação interna com a vagina, nem com o útero, nem com as trompas.

O espermatozóide não tem como “atravessar” a parede do intestino para chegar às trompas, onde os óvulos estariam prontos para ser fecundados. E também não há como o óvulo “viajar” até o intestino.

5- COLOCAR UMA CAMISINHA SOBRE A OUTRA DIMINUI O RISCO DE GRAVIDEZ
Truque mais do que furado! Usar dois preservativos ao mesmo tempo provoca muito atrito no látex (borracha da camisinha) e, ao invés de proteger você em dobro, essa tática só aumenta as chances de o material estragar e se romper. O mesmo vale para quem está pensando em usar camisinha feminina e a masculina ao mesmo tempo.

6- DÁ PARA AUMENTAR O TAMANHO DO PÊNIS COM EXERCÍCIOS
Desencane: o pênis não é nenhum bíceps que pode ser hipertrofiado com musculação. Não há, até hoje, nenhum tipo de exercício com reconhecimento médico que consiga aumentar o tamanho do dito cujo. Não bote fé nos anúncios de “aumente seu pênis com exercícios”.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), inclusive, já andou proibindo a venda de alguns “manuais milagrosos”.

7- EXCESSO DE MASTURBAÇÃO PROVOCA ESPINHAS
As espinhas são causadas pelo excesso de oleosidade na pele, muito comum na adolescência, ou por problemas hormonais. Portanto, pede pra sua vó contar outra…

A masturbação não tem nenhuma conexão com o funcionamento das glândulas sebáceas (responsáveis pela oleosidade da pele). É óbvio também que se trancar no banheiro com a Playboy não faz nascer pêlos nas mãos, não causa cegueira, impotência…

8- NENHUMA GAROTA ENGRAVIDA NA PRIMEIRA TRANSA
Se você já acreditou nisso e ainda não é chamado de “papai”, deu sorte. A partir do momento em que a garota tem a sua primeira ovulação, ela já pode engravidar. Seja na primeira, na quinta ou na vigésima relação sexual. Se a transa for desprotegida e a garota estiver ovulando, as chances de ela engravidar na primeira vez são iguais às de qualquer outra transa.

9- O QUADRIL ALARGA DEPOIS QUE A MENINA PERDE A VIRGINDADE
O sexo não muda em nada o corpo de uma garota. Nem o quadril alarga, nem os seios aumentam, nem as coxas engrossam…
O que normalmente acontece é que a menina tem a primeira relação sexual no mesmo período em que as mudanças naturais da adolescência estão ocorrendo. Mas, se ela transar pela primeira vez aos 20 anos, por exemplo, não vai notar diferença nenhuma no seu físico.

10- SEXO ORAL É SEXO SEGURO
Sexo oral não engravida, tá certo, mas pode transmitir aids e outras DSTs (doenças sexualmente transmissíveis), como clamídia, herpes e gonorréia. A infecção ocorre quando a mucosa da boca entra em contato com secreções da vagina ou o esperma.

Para que o sexo oral seja seguro, é necessário usar algum tipo de barreira —como camisinha (no caso dos garotos) e camisinha feminina ou um pedaço de filme plástico (para as garotas).

11- GAROTAS COM SEIOS GRANDES SENTEM MAIS PRAZER
Não existe a menor relação entre o tamanho dos seios e o prazer que a garota sente.

As de sutiã tamanho 38 podem sentir tanto prazer (ou mais) do que as que usam 44. Não se deixe enganar por aquelas atrizes pornôs de seios gigantescos e que parecem se divertir absurdamente nos filmes. Elas são pagas para encenar isso, esqueceu?

12- A CAMISINHA NÃO IMPEDE TOTALMENTE A PASSAGEM DO HIV
Muitos estudos provam que a camisinha é eficiente para barrar o HIV. Uma pesquisa feita nos Estados Unidos ampliou o látex 2 mil vezes e não encontrou nenhum poro por onde o vírus da aids pudesse passar. Outra ampliou em 30 mil vezes — o suficiente para que o HIV possa ser visto — as 40 marcas de preservativos mais usados no mundo. De novo não foi encontrada nenhuma passagem possível para o vírus.

13- LAVAR A VAGINA COM UM JATO D’ÁGUA DEPOIS DO SEXO PREVINE GRAVIDEZ
Lava-rápido só funciona com automóvel. Os espermatozóides ficam tão ligeiros após a ejaculação que, até a menina se levantar e lavar a vagina, eles já entraram no útero. E lá não há jato d’água que alcance…

A única coisa que uma ducha vaginal vai fazer é “empurrar” os espermatozóides retardatários mais para dentro da vagina, aumentando a chance de acontecer a fecundação.

14- QUEM SE MASTURBA DEMAIS TEM EJACULAÇÃO PRECOCE
A ejaculação precoce geralmente está relacionada à ansiedade e à falta de experiência. A masturbação não tem nada a ver com isso. Aliás, alguns especialistas até indicam exercícios envolvendo a masturbação como um tipo de treino para aqueles que entram em campo muito ansiosos na hora de um jogo oficial.

É a técnica do stop-start, em que você pára de se masturbar assim que sentir que está a ponto de ejacular — e começa tudo de novo depois.

15- O TAMANHO DO PÊNIS É PROPORCIONAL AO TAMANHO DO PÉ
Desfilar com uma lancha nos pés pode ser uma baita propaganda enganosa.

Várias pesquisas já tentaram provar a relação entre o tamanho do pênis e outras partes do corpo (pés, mãos, nariz, etc.) — e nenhuma conseguiu provar nada!

Não há nem sequer proporcionalidade entre o tamanho do pênis em estado flácido e ereto — um pênis “pequeno” quando flácido pode ficar maior do que um “grande” quando os dois ficam duros.

16- SE NÃO PERDER A EREÇÃO, VOCÊ PODE USAR A MESMA CAMISINHA NO “SEGUNDO TEMPO”
Ser pão-duro nessas horas? Se você ejacular na primeira transa, o reservatório da camisinha vai ficar cheio de esperma. Mesmo que você não perca nem um pouquinho da ereção, as chances de o sêmen vazar na segunda rodada são grandes. Além disso, o líquido funciona como um lubrificante interno do preservativo. É bem capaz que ele escorregue e fique dentro da vagina, sem que o casal perceba imediatamente. Aí a camisinha não vai ter servido para nada.

17- VOCÊ PODE PEGAR DST NADANDO NA MESMA PISCINA QUE ALGUÉM CONTAMINADO
Como o próprio nome diz, as DSTs são doenças sexualmente transmissíveis, ou seja, são passadas durante o sexo pelo contato entre as mucosas, dos fluidos seminais, vaginais ou do sangue.

Se você estiver mesmo só nadando na piscina, não tem como se contaminar. Agora, transar dentro d’água traz os mesmos riscos que no seco — tanto de DSTs como de gravidez.

18- A SALIVA PODE SER USADA PARA LUBRIFICAR MELHOR A CAMISINHA
A idéia parece incrível, mas é outra grande roubada. A saliva estraga a borracha da camisinha, tornando o seu rompimento mais fácil. Por outro lado, a falta de lubrificação aumenta o atrito com o látex, corroendo o material. A solução é ter sempre a mão um lubrificante à base d’água — que não destrói o preservativo, nem causa irritação na mucosa vaginal ou anal.

19- SE VOCÊ URINAR DEPOIS DE TRANSAR NÃO CORRE O RISCO DE PEGAR DST
Ir ao banheiro após a transa só serve mesmo para aliviar a bexiga. A urina não leva vírus e bactérias para fora do organismo. Apesar de absurda, tem muita gente que acredita nessa lenda. Uma pesquisa feita pelo Centro de Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, em 2000, mostrou que 38% dos entrevistados achavam que urinar era uma forma de se proteger contra doenças venéreas.

20- HOMENS COM PÊNIS COMPRIDO DÃO MAIS PRAZER ÀS MULHERES
É só seguir a lógica: se a parte da vagina que tem mais sensibilidade está no seu primeiro terço, o que adianta o tamanho “extra”, que vai além disso? Isso sem contar que a maioria das mulheres atinge o orgasmo com a estimulação do clitóris — um pênis bem comprido não garante nada nesse sentido… Pelo contrário: pênis muito longos podem até causar desconforto à mulher durante a penetração.

———-

Fonte: O Buteco da Net