gafes_internet

Dicas para evitar gafes na internet

Dicas

As ferramentas de comunicação são grandes promotoras das gafes, desde as mais simples até aquelas que geram demissões das empresas. Por isso, acho importante o usuário de tecnologia ter sempre em mente algumas dicas para evitar situações constrangedoras. Com boas maneiras e atenção voltada àquilo que está fazendo, as chances de as gafes acontecerem ficam bastante reduzidas.

E-mails
1 – Use sempre uma linguagem adequada ao contexto. Mensagem para amigos podem conter gírias e abreviações. Nas mensagens corporativas, jamais use gírias e abreviações. E para esses casos mais formais use sempre o corretor ortográfico.
2 – Preste bastante atenção aos remetentes, para não enviar a mensagem a pessoas que não deveriam recebê-la.
3 – Use contas de e-mail separadas. Uma para o trabalho e outra para assuntos pessoais.
4 – Sempre leia novamente o e-mail antes de enviá-lo. Assim você terá a certeza de que não existe nada de anormal no conteúdo.
5 – Evite mandar arquivos “engraçadinhos” ou pornográficos para seus amigos em seus e-mails de trabalho. E jamais use sua conta profissional para isso.
6 – Esqueça, remova, abomine correntes por e-mail. Não encaminhe essas mensagens e não incentive esse tipo de prática. A melhor coisa a fazer com um e-mail desses é delatá-lo imediatamente.
7 – Quando precisar enviar um e-mail para mais de um destinatário, faça uso dos campos e “com cópia” e “com cópia oculta”, quando necessário. Não coloque todos os destinatários no campo “para”.
8 – Evite ao máximo usar o “responder a todos”. Faça essa opção apenas se o contexto exigir que a resposta seja realmente enviada a todos.
9 – Não escreva e-mails com letras maiúsculas, pois esse tipo de escrita está associado a gritos.

Comunicadores instantâneos (MSN, GTalk, Yahoo Messenger…)
1 – Quando a empresa permitir o uso desses comunicadores como forma de comunicação interna, crie uma nova conta. Assim, você pode usar essa alternativa para o trabalho e manter os contatos de amigos em outra conta.
2 – Quando o assunto é profissional, não abuse – para não dizer “não use” – as carinhas personalizadas.
3 – Preste a atenção no status da pessoa. É muito comum alguém mudar o status para “ocupado” e, logo em seguida, receber a famosa pergunta: “você está ocupado?”.
4 – Evite discutir assuntos muito íntimos nesses programas. Lembre-se que é possível salvar histórico das conversas e, se o computador usado for compartilhado por outras pessoas, elas podem ter acesso ao conteúdo das mensagens.
5 – Atenção, muita atenção. Ao conversar com mais de uma pessoa ao mesmo tempo tome cuidado para não enviar a mensagem ao destinatário errado.
6 – Não escreva com letras maiúsculas, pois esse tipo de escrita está associado a gritos.

Sites de relacionamento (Orkut, MySpace, Facebook…)
1 – Lembre-se: seu perfil pode ser lido por todos. Evite escrever dados muito pessoais e, se for fazê-lo, deixe-os disponíveis apenas para seus amigos.
2 – Recados devem ser escritos com cautela, pois todos podem ler o que você escreve. Evite divulgar endereços (eletrônicos e reais), número de telefone ou mesmo mensagens que possam colocar em risco você ou sua família.
3 – Algumas empresas adotam a pratica de estender a pesquisa por candidatos a sites de relacionamento, identificando comportamentos e gostos dos candidatos. Por isso, é sempre bom selecionar bem as informações ali divulgadas.
4 – Evite usar fotos vulgares e “extremamente micosas”.

Fóruns e grupos de discussão
1 – Seja sempre muito objetivo em suas perguntas.
2 – Leia sempre com atenção as regras dos fóruns e grupos. Pesquise se já não existe a resposta para sua dúvida.
3 – Evite ridicularizar as pessoas por suas dúvidas. Lembre-se da velha frase “ninguém nasceu sabendo”.
4 – Nunca ofereça respostas como ‘www.google.com.br’. Quer coisa mais irritante do que fazer uma pergunta e a resposta lhe sugerir uma busca? Se isso fosse legal, todos meus posts aqui seriam ‘www.google.com.br’.

ÚLTIMO E MAIS IMPORTANTE!
Miguxês (akela linguagi irritanti xeia d errus d portugues) nunca, jamais, em nenhuma situação!

Autor: Fernando Panissi – G1

Deixe uma resposta