Manual do Pirata Contemporâneo – Introdução

Fun

Esse artigo do caralho veio do Ato ou Efeito – um site de macho – comandado pelo pirata Atillah, que cedeu os direitos de republicação para ajudar a espalhar a verdade sobre o que é ser um pirata de verdade!

———-

Então você quer ser um pirata…

Piratas. Sempre existimos. Sempre resistiremos.


É um fato de amplo conhecimento que vivemos em um mundo extremamente emboiolado. Tão emboiolado e entanguecido de fato, que até mesmo os machos de verdade se sentem por vezes perdidos sobre o que são atitudes verdadeiramente espartanas e piratescas.

Não que eu ache que todo mundo deva ser macho heterossexual, veja bem. Ficar se preocupando com a sexualidade dos outros, aliás, é uma baita de uma viadagem. Piratas não ligam para a sexualidade alheia, desde que não atrapalhe o nosso butim. Cada um faz o que quer, com quem quiser e da maneira que preferir. E ninguém tem nada a ver com isso.

Porém, ao optar por ser um de nós, você assume algumas obrigações: certas condutas e atitudes que devem ser adotadas por todos que enveredam pelo caminho náutico, a fim de não manchar a honra de todos os outros piratas que lhe precederam. Portanto, pense duas vezes antes de querer ser um lobo dos mares, aye? Você sempre tem a opção de ser um cidadão comum, emasculado, fragilizado e diminuído pelos tempos modernos. Não venha chorar no meu ombro depois. Eu não me importo com você.

Essa série será dividida em palestras temáticas, tocando em várias questões de interesse para o macho ocidental, portador de pênis introduzível em gordinhas e que aprecia as coisas boas da vida.

Primeira Aula – Mulheres

Segunda Aula – Filmes

Terceira Aula – Música

Quarta Aula – Livros

Quinta Aula – Brigas

Sexta Aula – Bebida

Sétima Aula – Churrasco

Oitava Aula – Sexo

Nona Aula – Internet

Última Aula – Conclusão

———-

Fonte: Ato ou Efeito

Deixe uma resposta