Entrevista de namoro

Fun

Já pensou se quando você quisesse pedir uma garota em namoro tivesse que enfrentar uma entrevista, como para um emprego?

Tuca, do blog Fiapo de Jaca, imaginou como seria, hehe…

Veja só o que ele escreveu:

———-

– Muito bem, depois de analisar o seu currículo, resta fazer umas perguntas pra você, ok?

– Sim, sem problemas…

– Bem, antes de mais nada, um simples questionamento: porque você quer namorar comigo?

– Olha… eu te acho linda, inteligente, carismática, a nora que minha mãe pediu a Deus…

– Sei… “a nora que minha mãe pediu a Deus”… minha nossa…

– Mas é verdade… Porque essa cara de desânimo?

– Não suporto frases de efeito, principalmente as velhas, como você disse… Mas tudo bem, vamos prosseguir. Quando você vai pra cama com uma mulher, o que você faz? Você transa, trepa ou faz amor?

– Bem, aí depende da mulher e da ocasião… Eu… eu… prefiro fazer amor.. isso… fazer amor!

– Demorou pra responder. Esse comportamento é típico dos que trepam e respondem que fazem amor só pra impressionar a mulher e levar ela pra cama pra fazer tudo, menos amor..

– Bem, acredito que muita trepada pode virar amor e…

– Ok, ok e “blá, blá, blá”… Bem, eu vi aqui no seu currículo o seu histórico de namoradas… Porque tanta namorada assim? Por acaso você é emocionalmente instável?

– É que até hoje nunca namorei com mulheres tão especiais quanto você e…

– Sei, sei… que sou isso, que sou aquilo, etc e tal… Bem, eu… eu… ATCHIM!!!!

– Tá resfriada?

– Não… fingi um espirro pra ver se você diria “saúde” logo em seguida, o que não aconteceu…

– Bem, saúde então…

– Chegou atrasado. Ok, vamos imaginar a seguinte situação: é final da Copa do Mundo, o Brasil vai jogar. Minutos antes da partida começar, ao invés de acompanhá-lo no barzinho com telão, com os amigos, eu resolvo te chamar pra assistir o DVD “Kenny G Live”, junto com aquela amiga minha de infância que você não gosta… O que você faria? Deixaria seus amigos no barzinho e iria junto comigo? Ou seria insensível o suficiente de não me acompanhar?

– Olha… veja bem… O Robinho seria titular nesse time do Brasil?

– Tá, já entendi sua resposta… Ok, última tentativa, vamos lá: faça um poema pra mim.

– Agora???

– Por que não? Me mostre o quão romântico você é. Vamos lá, seja espontâneo… Pelo menos um verso dedicado a mim.

– Ok… deixa eu ver… Ah… lá vai: “Seu olhos despertam o meu amor, que vai curar toda minha dor”

– Rimar “amor” com “dor”… Originalidade passou longe aí… Olha, vamos parar por aqui. Vou analisar melhor o seu currículo e qualquer coisa eu volto a te chamar, tudo bem?

– Mas já? Eu tenho outras qualidades! Eu, eu… sei cozinhar!!! Olha aí no currículo… Já fui chef de cozinha num restaurante parisiense e…

– Que pena… Eu adoro Miojo… Tchau, passar bem… Pode sair pela porta da esquerda.

– …

– Próximo!!!

Um comentário

Deixe uma resposta