Porque NÃO quero aprender o idioma alemão

Curiosidades,Fun

Esse negócio de trabalhar em uma multinacional deve ser realmente um saco. O cara tem que sujeitar a qualquer negócio em prol da Organização.

Tenho um amigo Goiano que está aprendendo alemão e me enche o saco para entrar também nessa furada (aliás, furada mesmo é ter amigo Goiano). O malandro tenta me convencer de que a língua alemã é fácil, de que quem sabe Latim e está habituado com as Declinações do Latim pode aprender alemão sem grandes dificuldades. E que quando chega aquela hora de estudar os der, des, den, dem, die, ainda me diz que é moleza: tudo é apenas uma questão de lógica.

Concorda? Não? Então analise calmamente o exemplo que o rapaz me passou ainda na tentativa de me levar pro buraco. E se você mudar de idéia, por favor me avise.

A coisa toda começa assim:


Tomemos um honesto livro alemão: um volume magnífico, encadernado em couro, publicado em Dortmund, que descreve os usos e costumes dos hotentotes (em Alemão, hottentotten). O livro nos conta que os cangurus, Beutelratten, são capturados e colocados em jaulas, Kotter, cobertas de um tecido, Lattengitter, para abrigá-los do mau tempo. Essas jaulas são chamadas, em Alemão, “jaulas cobertas de tecido”, Lattengitterkotter; assim que botam um canguru dentro delas, ele é chamado Lattengitterkotterbeutelratten, “o canguru da jaula coberta de tecido”.

Um dia os hotentotes capturaram um assassino, Attentater, acusado de ter matado uma mãe, Mutter, hotentote – Hottentottermutter -, que tinha um filho tonto e gago, stottertrottel. Essa pobre mãe se chama, em Alemão, Hottentottenstottertrottelmutter, e seu assassino é chamado de Hottentottenstottertrottelmutterattentater.

A polícia prendeu o assassino e o enfiou provisoriamente numa gaiola de canguru, Beutelrattenlattengitterkotter, mas o prisioneiro escapou. As buscas mal tinham começado, quando surgiu um guerreiro hotentote, gritando:

– Capturei o assassino! (Attentater).

– Sim? Qual? – perguntou o chefe.

– O Lattengitterkotterbeutelratterattentater! – respondeu o guerreiro.

– Como assim? O assassino que estava na jaula de cangurus coberta de tecido? – perguntou o chefe dos hotentotes.

– É, sim, é o Hottentottenstottertrottelmutteratentater (o assassino da mãe hotentote de um menino tonto e gago) – respondeu o nativo.

– Ora , respondeu o chefe, tu poderias ter dito desde o início que tinhas capturado o hottentotterstottertrottelmutterlattengitterkotterbeutelrattenattentater.

E aí? Vai querer estudar alemão?

———-

Fonte: Carioca no Cerrado

Deixe uma resposta