Uma pequena lista para aprimorar sua habilidade de “escutar”

Dicas

Nossas vidas giram em torno de conversação, nas situações mais corriqueiras, como uma conversa entre amigos, ou no trabalho, em uma reunião de negócios, precisamos nos fazer entender. Mas o esforço não pode ser unicamente de quem fala, a pessoa que está recebendo a informação também precisa se esforçar, ela precisa escutar e não apenas ouvir.

Existe uma grande diferença entre “ouvir” e “escutar”. Para “ouvir” basta ter ouvidos, com exceção daqueles que realmente não podem ouvir, todos temos essa ferramenta à disposição. Já para escutar você vai precisar de seus ouvidos e também do seu cérebro. Para muitas pessoas, essa compreensão não aparece naturalmente.

Muitos, assim como eu, preferem falar do que escutar. Mas sempre existe a possibilidade de aprender a escutar e tirar muitos benefícios disso. E como eu gosto muito de listas, encontrei um post no blog Write Louder, com uma lista que aborda justamente esse assunto, confira aí:


01. Trabalhe sua expressão corporal. Procure manter o contato com os olhos e estar próximo da pessoa enquanto ela fala. Se você se mostrar atento à conversa a pessoa responde de maneira muito mais positiva ao que você tem a falar.

02. Analise a expressão corporal da pessoa. Uma das características mais importantes de alguém que sabe escutar é a habilidade de se colocar no lugar da pessoa. Ao observar a expressão corporal de outra pessoa, você lembra que ela não é tão diferente de você. Esse tipo de atitude faz com que as pessoas se abram mais, faz com que eles se sintam seguros e aceitos.

03. Não interrompa. Sério mesmo. Deixe que as pessoas terminem o que estão falando. Se você não gosta de ser interrompido, você acha que as outras vão gostar?

04. Encoraje as pessoas a falar. Karma também funciona para aqueles que sabem escutar. Se você encorajar outros a falar, existem grandes chances de você colher os benefícios disso no futuro.

05. “Espelho”. Reafirme o que você acabou de escutar da outra pessoa usando suas próprias palavras. Ou, pelo menos, inicie suas respostas com, “você estava dizendo…” ou “parece que você…” Isso não só desarma as pessoas, como pode também prevenir qualquer desentendimento, e é bem útil em situações de hostilidade.

06. Evite argumentos. Em algumas situações é mais importante controlar seu temperamento e não argumentar. Para evitar argumentos, procure dar mais atenção para a preocupação da outra pessoa do que para sua.

07. Não tente resolver o problema dos outros (a não ser que lhe peçam). Todos nós temos problemas. E não tem nada de errado em pedir ajuda. Mas muitas vezes as pessoas só querem mesmo é falar e serem ouvidas.

Com as festas de fim de ano se aproximando e lembrando que além do divertimento sempre ocorrem àquelas clássicas brigas entre família, pensei que essa seria uma ótima lista para fechar o ano. 🙂

———-

Fonte: Blog Movere

Deixe uma resposta