Anúncio das Havaianas

Publicidade

Recebi por e-mail essa mensagem de final de ano das Havaianas, um pouco atrasado, com certeza, mas antes tarde do que nunca.


Que pedir a um ano novo???
Fama, grana, remissão?
Pra quê? Há coisas mais bacanas
Quero sossego e Havaianas

Como eu seria simples
Espicharia o casco ao sol
Divagaria bobagens tamanhas
Pé no chão, só as Havaianas

Nâo teria mais porto
Atracaria em areias distantes
Potiguares, gaúchas, baianas
Como viajariam minhas Havaianas

Aproveitaria cada minuto
Boiaria, mergulharia
Até me agarraria a barbatanas
Pra depois adormecer de Havaianas

Até me dissolver na espuma
Curtir o cabelo na água e sal
Pente algum desfaria as tramas
Se eu vivesse só de Havaianas

Mandaria o chefe às favas
Viveria de brisa fresca
Sobreviveria à base de bananas
Meu reino por um pé de Havaianas

Fingiria que eu era outro
Um poeta que endoideceu
Escreveria rimas parnasianas
Na areia em volta das Havaianas

Se não encontrasse, paciência
Eu me entregaria a prazeres fugazes
Daria as festas mais insanas
Todos, a rigor, só de Havaianas

Dê-me sol, dê-me areia
Caipirinha, ostra e caju
Lua detrás das montanhas
Só não me faltem as Havaianas

Eis o que eu pediria
Ao ano, se ele me ouvisse:
Duas mil e oito coisas bacanas
E um só par de Havaianas

Se o mundo acabar, quem garante?
Seríamos homens realizados
Uma legião de anjos a paisana
Só de asas e Havaianas

Deixe uma resposta