RE: 10 razões para não se ter um blog

Curiosidades

O Eric do blog Rejeitados publicou 10 razões para não se ter um blog. Como resposta ao artigo

1. Ocupa muito tempo – Tempo esse que você poderia estar aproveitando em outras coisas, quem sabe, viver.

Vivemos na época onde tudo deve ser rápido, onde tempo significa vida. Pergunto, qual o seu interesse em criar um blog?! Acredito que muitos criaram um blog interessados em compartilhar algo, ocupar o tempo com uma atividade de aprendizado (ler e escrever), lazer. Um blog pode ser o destruidor da sua vida, mas pode ser uma ótima ferramenta para ocupar o tempo ocioso, fazer inclusão social… Imagina o tanto de crianças e adolescentes que ficam nas ruas fazendo coisas ilícitas. Agora imagina as mesmas tendo aulas de informática, escrevendo num blog…

2. Não é assim tão fácil – Todas as plataformas de administração, incluindo o WordPress dão trabalho, principalmente se você for um iniciante. Demora um século para você conseguir instalar corretamente, e mais 2 para você configurar do seu modo, buscar plugins, escolher um tema, imagens, buscar ajuda em fóruns e em blog´s próprios.

Pra mim é conversa de preguiçoso! 😀 A plataforma Blogger é uma das mais fáceis, e TOTALMENTE GRÁTIS. Você criar um blog em menos de 5 minutos e aos poucos irá aprendendo a manejar e personalizar com todos os gifs piscantes e frescuras que o autor desejar. Não tem nada complicado! É um verdadeiro control C – clica alí – control V – clica pra salvar.

Por oferecer mais recursos, o WordPress.ORG se torna um pouco mais complicado, envolvendo conceitos de administração e configuração de servidores (hospedagem/domínio).

3. Você não vai ganhar dinheiro – Tire seu cavalinho da chuva, isso não vai acontecer. Aqui no Brasil os poucos blogueiros que ganham alguma coisa já estão há anos na internet, e a maioria deles já tiveram vários blogs até acertar um que faça sucesso. Mas o inverso é verdadeiro, você pode gastar dinheiro com servidores e domínio.

Uma imensa verdade! Mas se quero criar um blog com interesse em ganhar dinheiro, porque não crio uma empresa, um negócio?! Um blog pode ser um bom negócio, mas é preciso de um planejamento maior. Já disse e repito, a percepção que tenho é: Quer ganhar dinheiro com blog? Faça um plano de negócio. Analise todos os aspectos relacionados (clientes/usuários, concorrentes, mercado, fornecedores/patrocinadores… A lista é imensa!). Você vai descobrir que não é fácil, mas é possivel. Precisa de trabalho, tempo…

4. Seus amigos vão pensar que você está ficando louco – Mandando links no MSN a cada post pedindo para comentar. Vão falar que você só faz isso porque tem problemas na vida sexual. E sua mãe vai ficar seriamente preocupada a ponto de te levar ao medico.

Humor?! Ainda não aconteceu comigo, e com você?! Leitor-blogueiro?

5. Você não será um jornalista nem nada do tipo – Nada de querer ser o bambambam.

Todas as pessoas podem fornecer uma informação, dizer de forma diferente uma coisa que milhares já disseram. Todas as pessoas PODEM de certo modo, formar opinião ou pelo menos ajudar na formação. Jornalistas são (in)formadores de opinião/informação para muita gente. Um blogueiro pode ser (in)formador de opinião/informação para poucas pessoas, mas não é menos importante!

Temos blogueiros que são jornalistas, editores de livros, professores, biólogos, advogados, publicitários… Em alguns casos, penso que um blogueiro (dependendo da sua profissão) tem mais autoridade pra falar de determinado assunto que um jornalista. Políticos/Jornalistas algumas vezes tratam de assuntos que não tem um mínimo de conhecimento.

6. A internet é cheia de ignorantes – Todos os tipos de pessoas amarguradas e sem educação, protegidas pelo anonimato e com muito tempo de sobra irão te atacar, não a suas idéias ou opiniões, e sim pessoalmente. Xingar você, sua mãe, sua irmã, e assim por diante.

Anonimato na internet?! coff coff coff… Bem, essas pessoas bem que poderiam criar um blog, certo?! 😉

7. Existem muitas regras – No mundo dos blogs, tem protocolos que não acaba mais. Regras para ser um bom blogueiro, como não prejudicar outros blogs, como conseguir que te leiam, como conseguir trafego, como conseguir parcerias. Enfim, muitos “como”.

Preocupe-se apenas em ser juridicamente legal! Não se preocupe com os “como” pois eles são apenas coisas que você PODE aprender e não que você DEVE aprender.

8. A comunidade de blogs é muito fechada – Os blogueiros escrevem para outros blogueiros, sobre coisas que interessam somente a blogueiros. E é claro, existe a famosa panelinha de “grandes” blogs, onde cada um só pode linkar quem estiver dentro. Meu pai, nunca vai ter interesse em entrar neste blog, e muito menos o seu.

Hã?! Blogs tem diversidade. Quer um blog de humor?! PutaNhaca! Quer um blog sobre produtividade? Efetividade! Quer um blog sobre Blogs? Blosque! Quer um blog sobre tecnologia?! MundoTecno! Quer uma, duas redes ou condomínios de blogs?! BlogueIsso! Blogs, Interney Blogs! Porque você acha que grandes portais tem interesses em blogs?!

A quantidade de blogs “pequenos” é maior que a de “grandes” blogs. A união desses “pequenos” é forte – exemplo, Amigos da Blogosfera. Agora imagine que todos os blogs “pequenos” não linkassem os 100 “maiores” blogs do Brasil, e resolvessem linkar apenas uns os outros… Isso não é tão difícil de acontecer!

9. Existem muitos blogs – Tudo o que você pensar, já foi publicado a 1 ano atrás e foi escrito muito melhor que você. Existe blog de blogs, catalagos de blogs, sites que não tem nada, somente apontam links para outros blogs e que curiosamente são os que ganham algum dinheiro.

Diversidade… Michael Faraday foi um dos maiores experimentadores da historia da ciência. Tinha pouco estudo, perdeu seu pai cedo, assim como iniciou sua vida profissional. Mesmo sem muito estudo, repetiu diversas experiências de outros pesquisadores sempre buscando melhores interpretações. Algumas de suas contribuições (mesmo não sendo totalmente perfeitas) serviram de base para que outros pudessem elaborar leis e estabelecer conceitos importantes da física (Eletromagnetismo).

Há muita coisa “perfeita” que precisa ser melhor interpretada.

10. Se você tiver algo muito original a dizer, e que ninguém falou ainda, é provável que não interesse a ninguém.

Houve muitas pessoas que foram julgadas loucas pelo que afirmavam a 500, 300, 100, 10 anos atrás. Coisas que não interessavam as pessoas no momento, que iam contra os interesses de algum grupo. Há e haverá coisas que não interessam, que podem parecer loucura… Você vai ficar calado?!

———-

Fonte: Blog do Fran

3 comentários

Deixe uma resposta