[Não] Recomendo – Filme: Segurança Nacional.

Recomendo

Olá Leitores, meu nome é Gustavo Leles e eu sou o mais novo colaborador do blog. Cuidarei da coluna “Recomendo” (E também [Não] Recomendo), e como primeiro post aqui trago-vos uma crítica de um filme que com certeza é o pior filme nacional dos ultimos tempos.

Se você está pensando em assistir o filme brasileiro, Segurança Nacional, lançado recentemente, vai por mim, não vale a pena. Todos os 19 reais por mim gastos pra assistir essa pérola do cinema nacional foram jogados fora.

O filme fala sobre um sistema de vigilância que foi instalado na Amazônia, o SIVAM, e que começa a dar dor de cabeça aos narcotraficantes, pois dificulta a entrada de aviões ilegais, no território brasileiro. Um dos chefões do narcotráfico, interpretado pelo ator Mexicano Joaquin Cosio, fica puto da vida com isso e resolve comprar bombas atômicas (?) para ameaçar o governo Brasileiro e fazê-lo desligar o sistema. O agente da ABIN (Agência Brasileira de Inteligência), Marcos (Thiago Lacerda Bauer), é o escolhido para impedir o vilão, que, diga-se de passagem, tem uma pose de Malvadão digna dos vilões de Hollywood (Do tipo que mata os empregados por nada).

So faltou ele dizer: "Lacerda, Thiago Lacerda."


Se pudéssemos deixar de lado todos os furos e erros que eu já apresentei, ainda não estaria tudo bem. O filme é cheio de clichês hollywoodianos, que já no trailer você pode observar, e ainda tem uma coisa de patriotismo que chega a deixar o até o telespectador mais patriota com raiva, com direito a uma cantora interpretando o Hino Nacional Brasileiro, bandeira do Brasil balançando e discurso emocionado do presidente, que passa o filme inteiro com os olhos cheios de lágrimas. Esse filme faz as pérolas do Steven Seagal serem filmes dignos de Oscar.

Li no Omelete (Clique aqui para ver uma critica mais completa), que o filme foi produzido em 2006, mas que só foi lançado agora. Deve ser esse o motivo.

Se eu fosse apresentar todos os defeitos do filme aqui, esse post seria imenso, então, se você quiser ver, para rir ou chorar, baixe o filme (Sem querer apoiar a pirataria, mas já apoiando), porque gastar R$ 19,00 nesse filme é um desperdício, vai por mim.

Até semana que vem.

6 comentários

Deixe uma resposta