Check-in: E viva a diversidade!

Check-in,Variedades

Olá caro internauta! Tinha pensado um tema totalmente diferente para este roteiro… mas mudei de ideia agora há pouco e anuncio que o lema de hoje é turismo com cara de aventura! Fiquei inspirada depois de assistir ao Globo Repórter sobre o arquipélago de Galápagos, no Equador, que só conhecia de nome e de algumas histórias. Descobri que o lugar é incrível, com uma fauna riquíssima e belas paisagens! Então vamos embarcar para Galápagos? Nossa rota especial para o Blog Idéias!

Antes de decidir propor a viagem para Galápagos, procurei saber quais devem ser os procedimentos para se visitar uma área ambientalmente protegida. De acordo com a reportagem do Globo Repórter, 97% do território corresponde à parte preservada do Parque Nacional. A UNESCO declarou, ainda, o conjunto de ilhas Patrimônio Natural da Humanidade. Dessa maneira, segundo o site Viagens Maneiras, nos 3% livres para a circulação dos turistas, se encontram o centro das cidades e os trechos residenciais, enquanto que o restante do Parque só pode ser visitado na companhia de guias, que normalmente falam mais de uma língua e são especialistas em biologia.

Como o grupo de 58 ilhas fica mais de mil quilômetros distante do continente latino americano e a proximidade entre elas é relativamente pequena, o mais recomendável é que se chegue ao território via avião e que o trânsito por lá seja feito em barcos, pelas águas do Oceano Pacífico. A melhor maneira de conhecer Galápagos é através do mar e é comum o trânsito de cruzeiros que passam por quase todas as ilhas durante um período em torno de 8 dias.

A principal ilha é Santa Cruz e a maior cidade do arquipélago é Puerto Ayora. A capital da província é Puerto Baquerizo Moreno, na Isla San Cristóbal, onde estão localizados os principais hotéis. A ilha chamada Isabela é a maior e abriga um dos pontos mais famosos de Galápagos: o vulcão Woff, de 1.660 metros de altura.

E por falar em atividade vulcânica, a mesma é intensa em Galápagos e foi responsável pela formação do arquipélago, há 5 milhões de anos. Em meados do século XIX o local recebeu um de seus visitantes mais ilustres: o cientista Charles Darwin, que ao estudar a fauna do lugar elaborou a Teoria da Evolução das Espécies que tanto estudamos até hoje. E tal diversidade é realmente encantadora em Galápagos! Vivem em harmonia milhares de espécies entre caranguejos – “zayapas”, tartarugas gigantes, aves fragatas, atobás da pata azul, tubarões e a particularidade do conjunto de ilhas tropicais: a presença de lobos marinhos, iguanas marinhas e pingüins! Poderia descrever outras singularidades, mas algumas fotos falam por si!

Retomando o início do post, posso ou não chamar o roteiro de hoje de um verdadeiro turismo de aventura? Nosso desembarque acontece por aqui, mas abaixo seguem outras imagens para que a viagem não termine agora! Quem tiver sugestões para os próximos destinos, é só falar, ou melhor comentar! 🙂 Mais participações colaborativas à vista!

Obrigada pela companhia e até breve!!

Bon Voyage!

** Todas as imagens foram selecionadas através do Google Maps e do Google Imagens.

8 comentários

Marilucia

Parabéns por me proporcionar esta linda viagem, lugar realmente lindo, essa é a prova de que Deus existe.
E como dica para uma próxima viagem que tal conhecer o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos na Bahia. Tenho certeza que irá gostar…tão lindo quanto Galápagos

Responder

Deixe uma resposta