firefox4

Firefox 4: o que ele tem de tão bom?

Tech

Boas pessoal! Hoje vou fazer o primeiro post de uma série sobre navegadores. A intenção é falar sobre as novidades das novas versões dos principais browsers do mercado.

Depois de alguns problemas técnicos nos PC’s da minha casa, eu finalmente consegui testar o Firefox 4 no meu Ubuntu. A primeira impressão é que ele ficou mais bonito, mais leve e mais estável que a versão anterior. No meu Ubuntu eu tinha muitos problemas para assistir videos online em fullscreen. Sempre “dava pau” e eu tinha que limpar o cache para poder terminar de ver algum vídeo, ou pelo menos conseguir vê-lo. Após alguns ajustes no flash eu consegui melhorar isso, mas não tinha resolvido. Já na versão 4, eu não tive nenhum problema para ver vídeos online, nem jogos em flash, sem contar que eles ficaram mais rápidos na nova versão.

O que pra mim ainda é um ponto falho do Firefox é ter que reiniciar o navegador a cada extensão instalada, mas apesar de incoveniente isso não significa que seja um fator que torna inviável o uso do navegador. Aliás, isso acaba passando despercebido quando levamos em conta sua segurança, estabilidade e velocidade.

Muitos reclamam que o Firefox é lento, mas eu discordo. Mesmo nas versões anteriores (em que o navegador era mais lento que na atual), não o achava lento como muitos reclamam em forums por aí. A maioria das reclamações de lentidão se dão por erros do próprio usuário. Se você tem um navegador rápido e o enche com dezenas de extensões ele vai ficar mais lento, pois terá de executar todas as extensões quando iniciar. E tem gente que usa extensão pra tudo: Twitter, Facebook, para ver imagens, pra ver e-mails, pra bloquear pop-ups, etc. Uma atitude que vai ajudar a manter o navegador mais rápido é a limpar constante o cache e não deixar tantas abas para serem abertas junto com o navegador. Isso poderá agilizar a abertura, mas não necessariamente resolverá seu problema.

O Firefox 4 tem um visual mais minimalista, assim como o Google Chrome. Isso torna a navegação mais agradável, fora que dá mais espaço para o que realmente interessa, que é o site que se está acessando. Tem gente que usa tantas barras e extensões que quase não sobra espaço pra visualizar a página (ok, tem quem goste! Cada um com suas manias… rs), mas creio que quanto mais clean for o navegador, melhor será a navegação.

O que tornou o Firefox tão mais rápido que sua versão anterior (segundo a Mozilla ele é 6 vezes mais rápido) foi o novo motor JavaScript implementado e a melhoria na compatibilidade com o HTML5. Nos testes de HTML5 ele recebeu pontuação 255/400 e no teste Acid3 ele teve pontuação de 97/100 (quanto maior, melhor).

Foram feitas melhorias também no gerenciamento de abas e extensões, tornando seu uso mais fácil. Outra novidade é o Firefox Sync, que permite que você acesse seu histórico de navegação, favoritos e abas abertas em qualquer computador ou dispositivo móvel com o navegador. Vale ressaltar que essa prática NÃO deve ser usada em computadores de uso público, pois isso pode permitir que pseudo-hackers invadam suas contas de e-mail, Twitter, Facebook e outras.

Bom, é isso aí galera! Abraços e comentem aí!

7 comentários

Pedro Sá

O Firefox 4 conseguiu me fazer abandonar o Chrome. Esta nova versão realmente ficou show de bola! O que ainda peca é, como dito no texto, o fato de ter que reiniciar o browser pra ativar ou desativar as extensões. Mas isso dá pra aguentar.

Responder
Amanda Almeida

Essa nova versão ficou muito bacana mesmo. Eu sou das que reclama que o Firefox ficou muito lento e pesado nas últimas atualizações, e olha que uso poucas extensões. Mas agora sim, ele está bem rápido!

O visual mais minimalista tb me agradou demais, me incomodava aquele monte de barras desnecessárias.

O Chrome ainda continua sendo meu navegador favorito, disparado. Sempre uso mais de um navegador aberto. Tinha parado de usar o Firefox pela lentindão, mas agora ele voltou a ser minha segunda opção!

Responder

Deixe uma resposta