Eureka! Na ponta da língua

Curiosidades,Eureka

Oi, gente! Vocês vão bem? A pé ou de trem? Rá!

Trocadilhos e expressões péssimas engraçadas criativas como essa aí de cima aparecem toda hora em conversas informais ou até mesmo nos papos mais cabeça. No caso de algumas palavras ou expressões da Língua Portuguesa, todo mundo sabe o que elas significam, mas ninguém explica quem as inventou ou da onde elas surgiram.

Pois bem, seus problemas se acabaram! Hoje, todo mundo vai ficar sabendo a origem de algumas expressões bastante corriqueiras na nossa língua.

O que foi? Não tá gostando? Ah, para de nhenhenhém! Aposto que você não sabia que a expressão “ficar com nhenhenhém”, que significa “ficar reclamando sem parar”, tem origem na língua tupi. “Nhe’eng” é “falar” em tupi.

Agora, se você é daqueles mais emotivos, que por qualquer coisinha já disparam a chorar as pitangas por aí, sabia que você também está falando um pouquinho de tupi. “Pitanga” significa “vermelho”, portanto, a expressão, na verdade, quer dizer “chorar lágrimas de sangue”. E quem chora muito suas pitangas corre o risco de ocasionar um verdadeiro toró. A palavra significa “jorro d’água”, também em tupi.

Choro perdoável é aquele de quando as coisas dão errado e vai tudo pras cucuias. “Cucuia” é entrar em decadência, na língua tupi.

Mas, se é o seu namoro que foi pras cucuias, fique feliz! Pelo menos você não vai ter mais que aguentar aquela velha coroca da sua sogra enchendo a paciência! Velha coroca = velha resmungona. “Kuruk” = “resmungar”, em tupi.

Por que tudo isso é em tupi? Simplesmente porque ela foi a língua mais falada no Brasil até o século 18, sendo a segunda língua oficial do País até então. E a galera só parou de falar tupi porque o Marquês de Pombal resolveu proibir o ensino dessa língua em 1758. Mas você é revolucionário, gostou da língua e quer aprender mais? A USP oferece o único curso de tupi do Brasil, com duração de um ano.

Viu só? A coluna Eureka! também é cultura! Agora você já pode dividir toda essa cultura inútil com os seus amigos!

Mandem sugestões de temas pelos comentários, pelo Twitter, pelos Correios, por sinal de fumaça… Enfim, o importante é mandar.

Então, beijosmeliguem!

4 comentários

Deixe uma resposta